Centro de Assistência Amen.pt

  1. Suporte
  2. Servidores
  3. Servidores Dedicados
  4. Falha ao reiniciar o seu servidor – Linux/Windows

Falha ao reiniciar o seu servidor – Linux/Windows

Servidor Linux


O servidor não está disponivel

Aguarde pelo menos 5/10 minutos: Poderá estar em curso uma operação de controlo do disco rigido por parte do sistema operativo. Trata-se de um procedimento automático normal que é executado regularmente.

1 - O servidor ainda se encontra indisponivel
Executar uma verificação de problemas de hardware:

Através do painel de controlo da sua área de cliente poderá colocar o servidor em modo recovery. Desta forma o servidor irá iniciar a partir de um live CD Linux de modo a que consiga aceder ao mesmo por SSH. Verifique o utilizador e password indicados no painel de controlo.

Nota: O modo recovery é um modo de intervenção avançado. Aconselhamos a utilizá-lo se possuir conhecimentos técnicos adequados.
Uma vez o servidor iniciado em modo de Recovery, execute uma verificação para procurar erros no disco rígido.


2 - Verifique se o disco rigido apresenta erros
Para verificar a existencia de erros e corrigi-los automáticamente é necessário se ligar via SSH ao seu servidor ( janela de terminal) e digitar:
fsck.ext3 -pvf /dev/sdXY
nota: (XY refere-se à identificação do seu disco)

Responda "sim" às perguntas solicitas e depois digite:
fsck.ext3 -yvf /dev/sdXY

Verifique também a existência de blocos defeituosos (setores defeituosos), digitando no terminal:
fsck.ext3 -c /dev/sdXY

No caso de existirem bad sectors no disco, envie um pedido de suporte através do painel de controle para que possamos proceder à substituição do disco danificado por um novo.
Atenção: O novo disco encontra-se vazio!
Se necessário, faça uma cópia de segurança, porque esta será a última oportunidade de evitar a perda de seus dados!


3 - Proceda ao backup do seu disco rigido
Se já possui um backup atualizado do Plesk poderá usar o Backup Manager do Plesk para realizar a restauração dos seus dados.
É um procedimento simples e poderá encontrar as respectivas instruções na etapa Plesk Backup Manager presentes na parte inferior deste tutorial.
Se necessitar de proceder à realização de uma cópia de segurança de última hora, terá que fazê-lo manualmente, seguindo os seguintes passos:
Se estiver a utilizar o painel Plesk, o conteúdo dos seus domínios estão localizados em / var / www / vhosts.
Se não estiver a usar o painel Plesk, consulte o manual do painel que está a utilizar (se for o caso de usar um).
Para realizar uma cópia de segurança dos conteúdos dos domínios a partir da linha de comando, digite no terminal:
cd /var/www
tar zcvf hostsbackupfilename.tar.gz vhosts

As bases de dados encontram-se em /var/lib/mysql:
cd /var/lib
tar zcvf dbbackupfilename.tar.gz mysql

Após compactados e gravados os conteúdo e respectivas bancos de dados, basta transferi-los para o seu computador através de uma ligação de FTP seguro , poderá usar programas como o Cyberduck (Mac) ou WinSCP (para Windows).
Após ter guardado o ficheiro no seu computador, poderá avançar para a reinstalação do sistema operativo no seu servidor a partir do Painel de Controle.
Depois disto, execute uma restauração dos backups que tinha guardado.


4 - Restauração
Para restaurar os domínios do backup manual que executou no passo anterior, deverá primeiro recriar esses domínios na nova instalação do Plesk, de preferência usando o mesmo nome de utilizador FTP.
Crie o banco de dados e também, se possível, use o mesmo nome de utilizador que usou anteriormente para cada base de dados.
Não se preocupe se não se lembra do nome do utilizador ou do acesso de FTP, a operação será bem sucedida de qualquer forma.
Depois de ter efectuado a inserção dos domínios e das bases de dados , deverá proceder para a restauração dos conteúdos. Fazer o upload do ficheiro de backup no servidor usando WinSCP ou Cyberduck para a pasta / tmp.
Depois de fazer o upload do ficheiro de backup, para se certificar de que tudo está devidamente restaurado, renomeie a pasta vhosts a partir da linha de comando, digitando:

cd /var
mv vhosts vhostsbck

Descompacte o ficheiro de backup:
cd /tmp
tar zxvf hostsbackupfilename.tar.gz

Isto irá criar uma pasta vhosts em / tmp movendo-se esta agora para a pasta vhosts em / var / www / digite:
mv vhosts /var/www

Descompacte o ficheiro das bases de dados digitando:
tar zxvf
dbbackupfilename.tar.gz

Aqui poderá visualizar uma pasta mysql. Ver a lista dos conteúdos, digitando:
ls –la

Conseguirá reconhecer a base de dados através da pesquisa pelo nome. No exemplo a seguir chamamos mydb1:
drwx------ 2 mysql mysql 4096 Apr 18 15:27 apsc
-rw-r--r-- 1 root root 0 Apr 18 15:19 debian-5.5.flag
-rw-rw---- 1 mysql mysql 5242880 May 6 06:30 ib_logfile0
-rw-rw---- 1 mysql mysql 5242880 Apr 18 15:19 ib_logfile1
-rw-rw---- 1 mysql mysql 27262976 May 6 06:30 ibdata1
drwx------ 2 mysql mysql 4096 Apr 23 15:21 Mydb1
drwx------ 2 mysql root 4096 Apr 18 15:20 mysql
-rw-rw---- 1 root root 6 Apr 18 15:20 mysql_upgrade_info
drwx------ 2 mysql mysql 4096 Apr 18 15:19 performance_schema
drwx------ 2 mysql mysql 4096 Apr 18 15:27 phpmyadmin_eiugytPXimdd
drwx------ 2 mysql mysql 12288 Apr 24 09:48 psa
drwx------ 2 mysql mysql 4096 Apr 18 15:26 sitebuilder5

Agora copie mydb1 em / var / lib / mysql, digitando:
cp Mydb1 /var/lib/mysql

Confirme que deseja substituir o arquivo existente, com "Sim":
Terá de alterar as permissões da pasta da base de dados restaurada, digitando:
chown -R mysql:mysql /var/lib/mysql/Mydb1

No final deste procedimento, a base de dados estará restaurada.

Ao verificar os seus domínios se receber um erro 403, deverá atualizar as permissões da pasta do domínio, por exemplo, para o domínio mydomainrestored1.com vai necessitar do nome de utilizador FTP do utilizador criado em cima (por exemplo: ftpuser1).
Em seguida, digite no terminal:
chown -R ftpuser1:psacln /var/www/mydomainrestored1.com/httpdocs
chown ftpuser1:psaserv /var/www/mydomainrestored1.com/httpdocs

Se o problema persistir depois desse procedimento, terá que enviar um pedido de suporte através do seu Painel de controle para que a nossa equipa possa intervir de forma a encontrar uma solução.


5 - Plesk Backup Manager
Se possuir um backup atualizado de Plesk ou se guardou um backup via FTP, por favor use o Backup Manager do Plesk para proceder à restauração. Após uma reinstalação do servidor siga os passos descritos aqui: http://download1.parallels.com/Plesk/PP11/11.0/Doc/en-US/online/plesk-administrator-guide/59263.htm

Servidor Windows


O servidor não está disponivel

1 -O servidor ainda se encontra indisponivel
Executar uma verificação de problemas de hardware:
Através do painel de controlo da sua área de cliente poderá colocar o servidor em modo recovery. Desta forma o servidor irá iniciar a partir de um live CD Linux de modo a que consiga aceder ao mesmo por SSH. Verifique o utilizador e password indicados no painel de controlo.
Nota: O modo recovery é um modo de intervenção avançado. Aconselhamos a utilizá-lo se possuir conhecimentos técnicos adequados.
Uma vez o servidor iniciado em modo de Recovery, execute uma verificação para procurar erros no disco rígido.


2 - O servidor ainda se encontra indisponivel
Para verificar se há erros e, possivelmente, tentar corrigi-los automaticamente, deverá instalar o pacote NTF. Para isso deverá digitar na janela de terminal:
apt-get install ntfstprogs
Depois de instalado o pacote NTFS já será possivel proceder à verificação de erros automática do disco e dos ficheiros de sistema através da seguinte linha de comandos:
ntfsfix /dev/sdXY
Assim que a operação estiver concluída, pode reiniciar o servidor digitando no terminal:
shutdown -r now
Para iniciar, deverá precisar demais tempo de espera "mais que o normal porque o Windows irá executar a verificação de disco, conforme necessário (lembre-se que discos maiores exigem mais tempo).


3 - Faça um backup do disco rígido
Se estiver a utilizar o Plesk, os conteúdos dos seus domínios estão localizados em C: \ inetpub \ vhosts \
Se não estiver a utilizar o Plesk, consulte o manual do painel que está a utilizar (se for caso disso).
Faça um backup dos seus conteúdos e crie um ficheiro compactado da pasta vhosts: para iniciar monte o disco em modo de recuperação, digitando no terminal:
#mount -t ntfs-3g /dev/sdXY/ /[mountpoint]/
Se neste momento ainda lhe é apresentado um erro, isto significa que ainda terá que instalar o pacote ntfs, digite no terminal:
# apt-get install fuse fuse-ntfs-3g
Digite novamente o comando para montar o disco em modo de recuperação:
#mount -t ntfs-3g /dev/sdXY/ /[mountpoint]/
[Mountpoint] é um comando que será utilizado nas próximas etapas, poderá usar por exemplo:. mnt.
Mnt é um mount point padrão.
De seguida, digite no terminal:
cd /[mountpoint]/inetpub/
tar zcvf vhostsbckup.tar.gz vhosts
As bases de dados estão localizados em:
C:\Program Files (x86)\Parallels\Plesk\Databases\MySQL\data
Digite agora:
cd /[mountpoint]/Program\ Files\ (x86)/Parallels/Plesk/Databases/MySQL/
tar zcvf databases.tar.gz data
Após compactados e gravados os conteúdo e respectivas bancos de dados, basta transferi-los para o seu computador através de uma ligação de FTP seguro , poderá usar programas como o Cyberduck (Mac) ou WinSCP (para Windows).
Após ter guardado o ficheiro no seu computador, poderá avançar para a reinstalação do sistema operativo no seu servidor a partir do Painel de Controle.


4 - Restauração no Windows
Para restaurar os domínios do backup manual que executou no passo anterior, deverá primeiro recriar esses domínios na nova instalação do Plesk, de preferência usando o mesmo nome de utilizador FTP.
Crie o banco de dados e também, se possível, use o mesmo nome de utilizador que usou anteriormente para cada base de dados.
Não se preocupe se não se lembra do nome do utilizador ou do acesso de FTP, a operação será bem sucedida de qualquer forma.
Depois de ter criado os domínios e as bases de dados, deverá proseguir para a restaução do seu conteúdo: fazer o upload do arquivo de backup para o ambiente de trabalho do servidor (novamente usando WinSCP ou Cyberduck) e decompactá-lo..
Para descompactar um arquivo tar.gz pode usar o utilitário 7zip ou Winrar.
Depois de descompactar o ficheiro vhostsbckup.tar.gz, abra o explorador de arquivos em C: \ inetpub \ vhosts.
De seguida, copie os domínios a partir da pasta de vhosts de backup e cole-os em C: \ inetpub \ vhosts \ .
ATENÇÃO: copie UNICAMENTE as pastas dos nomes dos domínio, não copie a pasta vhosts por inteiro.
De seguida, descompacte o ficheiro das bases de dados databases.tar.gz backup. Irá reconhecer os nomes do banco de dados.
Existe um banco de dados chamado mydb1, copie e cole-o em:
C:\Program Files (x86)\Parallels\Plesk\Databases\MySQL\data
ATENÇÃO: copie UNICAMENTE a pasta do banco de dados (mydb1); não copie todas as pastas.

Was this article helpful?

Entre em contato com nossos profissionais, terão todo o gosto em ajudar!